Serviço de Genética Médica

Complexo HUPES - UFBA

Dia de homenagear aquelas que possuem o Cromossomo XX

O Dia Internacional da Mulher é uma das datas mais importantes e significativas, pois simboliza a luta histórica das mulheres para terem suas condições equiparadas as dos homens. Muitos atribuem sua origem como uma manifestação a respeito do incêndio na fábrica da Triangle Shirtwaist, em Nova York, ocorrido em 1911, que matou mais de uma centena de operárias.

No entanto, o primeiro Dia Nacional da Mulher foi celebrado em maio de 1908, nos Estados Unidos, quando cerca de 1.500 mulheres aderiram a uma manifestação em prol da igualdade econômica e política no país.

Logo após isso, a organização do grupo Internacional Socialista quis proclamar o Dia da Mulher como forma de reconhecer a causa feminina, ao passo que multidões de mulheres se manifestavam nas ruas de outros países e exigiam mais direitos e visibilidade no trabalho.

Com a Primeira Guerra Mundial (1914-1918) eclodiram ainda mais protestos em todo o mundo. Mas foi em 8 de março de 1917, quando aproximadamente 90 mil operárias se manifestaram contra o Czar Nicolau II, em razão das más condições de trabalho, a fome e a participação russa na guerra que a data consagrou-se, embora tenha sido oficializada como Dia Internacional da Mulher apenas em 1921.

Com o passar dos anos, o Dia da Mulher se tornou rotineiro nas grandes comemorações. As pessoas dedicam mensagens carinhosas e demonstrações de amor, mas só recentemente o tema começou a se tornar um símbolo da luta e do real valor da mulher. Desde a reivindicação pelo direito ao voto até a difícil conquista por salários iguais aos dos homens, as mulheres vem batalhando e a cada dia alcançando seu espaço de forma significativa.

A luta não acabou, ainda existe muito pelo que se lutar, e o Dia Internacional da Mulher não é somente uma data para flores, cartas, presentes e chocolate. É um dia para comemorar a força que todas elas possuem para alcançar sua independência.

A nossa homenagem a todas àquelas que não fogem da luta, buscam por dias melhores agora e para as próximas gerações, àquelas que muitos diziam ser o “sexo frágil”. Mas que mentira absurda. Mulher, um sexo forte.